Após sair do hospital, será preso homem que recebeu tiro da Polícia em ocorrência de violência doméstica

O delegado Egídio Ferrari, que estava de plantão no dia em que um policial militar precisou agir com disparo de arma de fogo contra um agressor que cometia violência contra mulher, pediu a prisão preventiva do infrator da Lei Maria da Penha, que foi deferida pelo Poder Judiciário.

A ocorrência foi registrada no fim da tarde da última sexta-feira (05), numa residência multifamiliar localizada na Rua Emílio Tallmann, situação que recebeu cobertura exclusiva do Mesorregional no local, quando a situação ainda estava sendo atendida.

>> Curta o Mesorregional no Facebook
>> Siga o Mesorregional no Twitter
>> Entre no canal do Mesorregional no Telegram
>> Converse com o Mesorregional pelo WhatsApp
>> Acompanhe o Mesorregional no Instagram
>> Inscreva-se em nosso canal do YouTube

O homem, que já possui outras passagens por violência doméstica foi atendido pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), com auxílio da equipe aeromédica do Arcanjo 03. Ele foi encaminhado ao Hospital Santo Antônio, com uma perfuração no abdômen, já que um dos policiais precisou agir em legítima defesa.

A vítima de violência doméstica, uma gestante e testemunhas do fato foram encaminhados para a Central de Plantão Policial, e corroboraram com informações repassadas pela Polícia Militar e com isso o delegado conseguiu efetivar o flagrante e solicitar a prisão preventiva.

Foto: Jefferson Santos / Mesorregional

error: Conteúdo Protegido !!