Pai descobre que filho recém-nascido estava vivo pouco antes da funerária leva-lo; entenda o caso

Deus a devolveu para mim. Mas foi negligência, não sei como falharam”, lamentou o pai.

Lucas Rocha – Via Uol

Daquelas histórias que a gente só acredita vendo, e quando vê… Não acredita! O mexicano Santiago Albio foi do inferno ao céu no mesmo dia. Na última quarta-feira (21), ele viu seu filho nascer prematuramente, com apenas 23 semanas de gestação – cerca de seis meses -, e ser dado como morto. No entanto, para sua surpresa, ao visitar o bebê já no necrotério, ele descobriu que ele estava vivo!

Em entrevista para o apresentador Pascal Beltrán de Río, o homem explicou que ele e a esposa chegaram o Hospital Geral da Zona 20 de La Margarita (HGZ), na cidade de Puebla, ainda de madrugada. Por conta da pressão alta da mulher, a equipe média precisou fazer o parto do bebê, mesmo que o tempo de gestação fosse tão prematuro.

Após o nascimento, um médico chegou alertar que a criança “era muito jovem para resistir”. A mãe deu a luz às 4h21 da manhã. Às 7h, Santiago foi avisado por uma assistente social que o bebê estava morto e entregou a certidão de óbito para que o homem desse início aos procedimentos funerários. A criança foi encaminhada para o necrotério, onde ficou por seis horas dentro de uma geladeira.

O momento foi registrado por Albino em um vídeo que rivalizou nas redes sociais. Na gravação, a criança aparece se mexendo e chorando bem baixinho. “Aqui estou eu! Eu sou seu papai (…) Espera, meu amor! Meu Deus acompanha meu bebê, acompanha aquele que está vivo”, disse o mexicano emocionado. Por conta do tempo de gestação e a saúde fragilizada – graças a falta de cuidados durante o tempo em que estava “morta” -, a criança ainda corre muitos riscos de não resistir.

Santiago segue confiante, mas extremamente insatisfeito com o atendimento médico. Pra ele, os profissionais não cumpriram os protocolos de maneira adequada para afirmar que a criança realmente estava morta. “Deus a devolveu para mim. Mas foi negligência, não sei como falharam”, lamentou.

No entanto, também disse esta confiante porque o diretor do hospital lhe afirmou que estão investigando o ocorrido e prometer dar o melhor atendimento à sua esposa, que ainda está internada, e ao seu filho. O profissional garantiu que disponibilizarão os melhores médicos para que mãe e bebê fiquem bem. Em nota enviada para del Río, o hospital reforçou o início das investigações, garantiu os cuidados necessários, mas informou que o estado de saúde do bebê não é favorável por ser prematuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!