Há como prevenir e evitar o contágio de doenças de inverno no ambiente de trabalho?

da Oficina das Palavras

 

Inverno é a época das doenças respiratórias e fugir delas requer muita vitamina C no organismo. É nesta estação em que as famosas “ites” se intensificam, os resfriados se tornam mais comuns e os cuidados devem ser maiores para evitar complicações graves à saúde, como uma pneumonia. Nos dias mais frios, os vírus que causam as doenças respiratórias nos cercam ainda mais, porém nos ambientes fechados aumentam as chances de contágio, como nos escritórios. Nestes locais, os cuidados básicos para evitar a contaminação devem ser regras da casa. O médico do trabalho Vicente Bergamo Júnior, lista algumas dicas para prevenir o contágio nos ambientes de trabalho, a diferença entre gripe e resfriado e a importância do tratamento.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram


Quais as principais doenças de Inverno?

Gripe e resfriado comum lideram as doenças respiratórias nesta época. Apesar disso, as “ites” também incomodam neste período, entre elas faringite aguda, otite, rinite, sinusite e bronquite (asma).

 

É gripe ou resfriado?

As doenças mais comuns no Inverno são estas duas, mas muitas pessoas não sabem diferenciar os sintomas de um resfriado comum daqueles presentes na síndrome gripal. A gripe é a doença causada pelo vírus Influenza. Seus sintomas são mais fortes do que os de um resfriado comum: febre alta, dores no corpo e nas articulações, mal estar, tosse, coriza e obstrução nasal. Já o resfriado tem manifestações parecidas, porém menos intensas. A febre é, na maioria das vezes, mais baixa e não há tanto comprometimento do estado geral. Os sintomas respiratórios são semelhantes aos que ocorrem na gripe.

 

Quando devo me preocupar?

É importante preocupar-se diante de, entre outros sintomas, febre persistente por mais de dois dias, falta de ar e dor no peito ao respirar.

 

Como reduzir as chances de contágio no ambiente de trabalho?

Higienizar as mãos com frequência, cobrir a boca ao tossir e evitar aglomerações em ambientes fechados são medidas básicas.

 

Por que devo procurar um médico e respeitar o tratamento?

Seguir corretamente a prescrição do médico irá amenizar os sintomas e evitar o agravamento da doença. A falta de aderência ao tratamento pode resultar em piora do quadro, muitas vezes com falta de ar grave que necessita de uma internação hospitalar.

Outro cuidado é estar atento para sintomas que indiquem outra patologia, como a pneumonia. A pneumonia pode apresentar-se como uma complicação da gripe. A bronquite é uma doença crônica, que tem fatores desencadeadores de crises agudas. Os vírus, seja da gripe ou do resfriado, estão entre as causas mais frequentes de início de crises de bronquite.

 

Qual a importância de o colaborador estar em dia com a saúde e por que as empresas precisam estimular isso?

A importância de estar em dia com a saúde reside no fato de possibilitar a prevenção de agravos. Consultas, exames e, algumas vezes, tratamentos podem ter papel importante no sentido de evitar o surgimento de doenças. Uma das principais funções do serviço ambulatorial é atuar com a Medicina Preventiva.

 

Hábitos saudáveis são aliados?

Fazem toda a diferença. Alimentação saudável, sono em quantidade e qualidade adequados e atividade física regular melhoram o sistema imune. Esses fatores ajudam o organismo a enfrentar as infecções e outros problemas de saúde, além de benefícios como a queda da pressão arterial, redução do peso, melhora do colesterol e do diabetes.

 

Foto: Altemar Alcantara / Semcom (Arquivo NVI)

 

error: Conteúdo Protegido !!