Ímola relembra os 23 anos da morte de Ayrton Senna

23 anos do acidente que matou o tricampeão de Fórmula 1, Ayrton Senna, o autódromo de Ímola preparou uma programação especial para lembra do fatídico 1º de maio de 1994. Naquele dia, Senna colidiu no muro da curva Tamburello e deixou milhões de fãs pelo mundo em choque.

Nesta segunda, um evento no terraço do museu Checco Costa, que fica dentro do autódromo, reuniu o fundador da ex-equipe Minardi, Giancarlo Minardi, do ex-piloto Gianluigi Martini, do diretor da revista “Autosport”, Andrea Cordovani, e do fotógrafo Angelo Orsi, que acompanhou o brasileiro por 11 anos.

A mostra sobre a carreira de Senna, que conta também com o lendário kart com número 17, da estreia no automobilismo internacional.

Atletas se manifestam: Alguns atletas e ex-atletas usaram as redes sociais para prestar homenagens a Senna.

Seu maior rival dentro das pistas, o francês Alain Prost postou uma foto da época em que ambos corriam e escreveu “sempre lembrarei esta data, Ayrton”.

Fã declarado do brasileiro, o tricampeão da F1, o britânico Lewis Hamilton, postou uma foto de Senna em que escreveu “nunca será esquecido”.

Felipe Massa também usou as redes sociais e escreveu que “todos nós sentimos sua falta”.

O perfil oficial da Fórmula 1 também postou uma foto de Senna com a legenda “nunca será esquecido” e escreveu em português “Senna Sempre”.

Já a Williams, onde o brasileiro fez história, postou uma foto e escreveu que o piloto “é uma verdadeira lenda. Partiu, mas nunca será esquecido”. Também fundamental em sua história nas pistas, a McLaren publicou que o brasileiro “partiu muito cedo, mas estará sempre nos nossos corações”. “Há 23 anos, nós perdemos um amigo e uma lenda das corridas”, acrescentou a escuderia.

 

Em São Paulo, legado do piloto é homenageado em nova praça

Também neste segunda-feira, foi inaugurada a Praça Ayrton Senna do Brasil, com escultura em bronze fundido de 2,5 toneladas totalmente restaurada e ocupa o centro da praça que está na região do Ibirapuera, na Zona Sul de São Paulo, junto ao Modelódromo do parque, espaço de prática de autorama e outros hobbies.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), inaugurou o memorial com a presença da irmã de Airton, Viviane Senna, que também é presidente do Instituto Ayrton Senna.

Fotos: Heloisa Ballarini / Secom-PMSP

*Com informações da ANSA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo Protegido !!