Medidas de proteção à saúde impactarão Blumenau por 14 dias a partir de terça-feira (14)

Através da coletiva de imprensa transmitida no início da noite deste domingo (12) o prefeito de Blumenau anunciou os impactos que o novo coronavírus tem causado na cidade que já contabiliza 4.248 mil casos da doença, com 17 óbitos causados pela doença.. A coletiva foi dada pelo prefeito Mario Hildebrandt, acompanhado do secretário municipal de saúde, Winnetou Krambeck.

De acordo com Krambeck, a falta de medicamentos para as Unidades de Terapias Intensivas impacta nas decisões atuais. Antes de anunciar as novas medidas de proteção coletiva, foram efetuadas reuniões com empresários para construção de alternativas para que a população de fato entenda de que o momento não é de normalidade.

Winnetou Krambeck, informou que a tendência de crescimento que impacta nas medidas anunciadas hoje. Sobre esse aumento de incidência foram apresentados os dados por faixa etária e comentado que o número de aumento de casos em pessoas da terceira idade é o que mais tem preocupado o Município.

Fotos: Reprodução / Live

Segundo Hildebrandt, o que mais gera preocupação de fato é a ocupação dos leitos de Unidades de Terapias Intensivas que também aumentou significativamente nos últimos dias, após o relaxamento das medidas de distanciamento social aplicadas via decreto estadual. Números das UTI.

Também foram apresentados dados de fiscalização do Município. “Só houve aumento, porque em algum momento as pessoas não obedeceram às orientações preventivas” frisou Krambeck, que lamentou que o governo tenha que mais uma vez aplicar novas medidas que irão gerar impactos na economia.

O decreto das novas medidas valerá a partir desta terça-feira (13), já que o decreto será assinado amanhã:

> Será decretado que idosos e pessoas que estejam na faixa de riscos, não poderão circular pela cidade, a não ser em caso de necessidades essenciais;

> Além disso, será aplicada multa a proprietários de imóveis, mesmo que residenciais que promoverem aglomerações;

> Lanchonetes, bares, padarias, cafeterias e similares deverão encerrar os atendimentos às 20h;

> Restaurantes e pizzarias, funcionamentos até às 22h;

> Aumento na fiscalização de trânsito entre às 22h e às 3h, principalmente com relação a velocidade e embriaguez ao volante;

> Aos sábados, os Shoppings deverão funcionar apenas até às 15h;

> Suspensão de aulas em todas as instituições de ensino até o dia 7 de setembro;

> Suspensão de todas as cerimônias religiosas presenciais por 14 dias;

> Fretamento de passageiros, somente com autorização da Seterb, mediante às medidas sanitárias;

> Suspensão de transporte intermunicipal e interestadual de passageiros por 14 dias, assim como do transporte coletivo urbano da cidade;

“Essas medidas não traz alegrias em fazê-las” desabafou o prefeito, que frisou que “a prioridade sempre será a vida”.

error: Conteúdo Protegido !!