MPSC contribui para ampliação da Unidade de Oncologia do Hospital Marieta Konder Bornhausen

Foram 120 dias de obras para que Itajaí pudesse receber na manhã desta quinta-feira (13) a inauguração da reforma da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon). Isso foi possível, por que a ampliação e reforma foram custeadas por meio de compensações ambientais, devido a ações extra-judiciais promovidas pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) que destinaram mais de R$ 800 mil para o Hospital Marieta Konder Bornhausen.

De acordo com o MPSC, a compensação ambiental é uma forma para compensar os impactos ambientais previstos ou já ocorridos no exercício de atividade potencialmente poluidora. O Promotor de Justiça Álvaro Pereira Oliveira Melo reforçou a atuação do Ministério Público na área do Meio Ambiente. “Nem sempre a Promotoria de Justiça Ambiental é compreendida. A natureza não chora, não grita, mas quando agredida, demonstra as consequências. É cientificamente comprovado que a degradação ambiental traz muitos problemas e dentre eles as doenças. A poluição hídrica, atmosférica, a contaminação do solo, o uso de agrotóxicos e tantos outros são agentes que podem gerar o câncer. Além de tratar, precisamos pensar nas causas e ver o meio ambiente não como um tabu, mas como um direito consolidado de toda a sociedade, com ações de preservação para assim conciliar o desenvolvimento econômico com a qualidade de vida”, concluiu.

Álvaro Melo recebeu, das mãos de uma paciente que passa por tratamento na ala oncológica do hospital, uma placa de agradecimento pelo apoio prestado para a realização da ampliação e reforma do espaço. A homenagem foi prestada pela diretoria do Marieta Bornhausen.

Para a diretora-geral do Hospital Marieta, Irmã Mércia Lemes, a prioridade do hospital é dar a atenção a seus pacientes que lutam contra o câncer. “Esse é um tratamento que necessita muitos cuidados e é nosso dever dar todo este alento para fazer com que cada uma destas pessoas possa voltar para casa em melhores condições. Celebramos mais este importante passo, que garantirá ainda mais qualidade para quem precisa”, reforça.

 

A reforma da Unacon consistiu na ampliação da estrutura física já existente do Hospital Marieta. Foram 366,52 metros quadrados reformados e 135,64 metros quadrados foram construídos. O local beneficia, direta e indiretamente, mais de 17 mil pacientes com  tratamento ativo.

 

*Com informações e fotos da Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC

error: Conteúdo Protegido !!