Para minimizar os efeitos da estiagem, governo de SC investirá mais R$ 15 milhões

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural anunciou, nesta terça-feira (10), um aporte de R$ 15 milhões. Os recursos da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) servirão para projetos de captação, armazenagem e distribuição de água para produtores rurais em situação de vulnerabilidade social e de médio porte, além de repasse para os municípios mais afetados. O novo aporte de recursos soma-se aos R$ 24 milhões já aplicados em 2020 no apoio ao setor produtivo, chegando a R$ 39 milhões à disposição dos agricultores para reduzir os prejuízos com a seca e com outros efeitos climáticos, minimizando os impactos da estiagem.

Os recursos serão distribuídos em três novas linhas de apoio disponíveis para produtores rurais que residam em municípios com o decreto de emergência ou calamidade em função da estiagem/seca reconhecidos pela Defesa Civil estadual. São eles: Projeto Especial de Abastecimento de Água para famílias em vulnerabilidade social e de renda do Meio Rural Catarinense, Projeto Especial Programa Menos Juros – Emergencial e convênio com municípios (água para todos o programa irrigar). Os produtores interessados em participar dos Programas devem procurar a Epagri do seu município.

O secretário da Agricultura, Ricardo de Gouvêa, diz que a estiagem teve início já no ano passado em Santa Catarina e a Secretaria da Agricultura vem reforçando suas linhas de crédito, criando novos projetos de apoio aos produtores rurais. “Esses novos investimentos irão fortalecer ainda mais essas ações. A intenção agora é atender agricultores que não se enquadravam nas linhas já disponíveis, ampliando nosso leque de atuação”, explica.

> > Participe do nosso grupo no WhatsApp
>> Curta o Mesorregional no Facebook
>> Siga o Mesorregional no Twitter
>> Entre no canal do Mesorregional no Telegram
>> Acompanhe o Mesorregional no Instagram
>> Inscreva-se em nosso canal do YouTube

Gouvêa complementa que a estiagem já se mostrou como um evento cíclico em Santa Catarina. “Nós precisamos pensar em ações a longo prazo para que possamos dar mais tranquilidade aos produtores rurais. Estamos fazendo um grande esforço para incentivar a captação e armazenamento de água através também da construção de cisternas.”

Daniela Reihner, governadora de SC, declara que estão buscando alternativas para atender as necessidades emergenciais dos catarinenses que vêm sendo duramente castigados pela estiagem, e para isso envolvemos organismos do Governo do Estado, Alesc e também do Governo Federal. “Essa união de esforços é fundamental para que possamos não apenas agilizar os processos, mas também ampliar as possibilidades de atendimento. Pela manhã me reuni com a bancada do Oeste, e reafirmamos o compromisso no sentido de sanar esses problemas também a médio e longo prazos”, finaliza.

Foto: Camila Domingues/ Fotos Públicas

error: Conteúdo Protegido !!