Polícia Civil de Joinville fecha fábrica clandestina de álcool em gel e prende três pessoas

Neste tempo de pandemia, o álcool em gel se tornou um item bastante procurado e, por conta disso, escasso nas farmácias. A corrida pelo produto foi usada para faturar dinheiro de maneira ilegal em Joinville.

Neste domingo (22), uma fábrica clandestina de álcool em gel foi fechada pela Polícia Civil de Joinville e três pessoas foram presas. A ação ocorreu nos bairros Adhemar Garcia, Guanabara e Saguaçu.

A operação da Divisão de Investigação Criminal (DIC) contou com o apoio do Procon e da Vigilância Sanitária após o recebimento de diversas denúncias de estabelecimentos comerciais que estariam comercializando os produtos em desacordo com a regulamentação.

Segundo o delegado Murilo Batalha, na fábrica clandestina foram apreendidos mais de mil litros de insumos para a fabricação irregular de álcool em gel, cujo material é considerado extremamente corrosivo, segundo relataram os bombeiros militares. Diversos frascos vazios e rótulos também foram apreendidos. O Instituto Geral de Perícias (IGP) também foi acionado e compareceu no local.

Os três conduzidos, dois homens e uma mulher, foram encaminhados à Central de Polícia de Joinville para as medidas cabívei

error: Conteúdo Protegido !!