Processo de concessão do Centro de Eventos, em Balneário Camboriú, será definido em 24 de novembro

Cerca de R$ 139 milhões foram investidos na construção do Centro de Eventos, em Balneário Camboriú, que poderá comportar até 25 mil pessoas. Durante a apresentação sobre o Centro de Eventos, o Governo do Estado confirmou que os envelopes do processo de concessão devem ser abertos no dia 24 de novembro, quando será conhecida a empresa que fará a gestão do espaço pelos próximos 20 anos. As obras da estrutura estão 98% concluídas e devem ser finalizadas até o fim deste ano.

“Nosso objetivo é esse: que a obra, que precisou passar por alguns ajustes no seu projeto original, esteja concluída para que a melhor oferta de outorga seja concedida. Balneário Camboriú é uma região que tem um potencial por si na questão turística. Nós sabemos que o turismo é uma indústria limpa e ganhamos de diversas maneiras com esse Centro de Eventos. Esse espaço vai ser um templo do turismo. Não há nada igual no Sul do Brasil e vai movimentar toda uma cadeia”, afirmou o governador após a visita.


>> Curta o Mesorregional no Facebook
>> Siga o Mesorregional no Twitter
>> Entre no canal do Mesorregional no Telegram
>> Acompanhe o Mesorregional no Instagram
>> Inscreva-se em nosso canal do YouTube

O presidente da Santur, Leandro ‘Mané’ Ferrari, destacou a interação com o trade turístico de Balneário Camboriú para fazer os ajustes necessários no edital de concessão, e lembrou que o processo precisou ser paralisado por conta da pandemia de Covid-19. Ferrari afirmou ainda que o Centro de Eventos catarinense será o melhor do Sul, com alta atratividade. “Nós pudemos ver hoje o quanto essa obra avançou, mesmo em tempos de pandemia. Foram necessários diversos ajustes, que estão sendo providenciados para que esse espaço tenha o seu melhor aproveitamento ao longo do tempo. Fizemos um diálogo intenso com o trade turístico local e acreditamos que o futuro será de muito progresso não só para Balneário Camboriú, mas para todo o Estado de Santa Catarina”, aposta Ferrari.

Os recursos vieram dos governos federal, estadual e municipal.

Fotos: Peterson Paul / SECOM Florianópolis

error: Conteúdo Protegido !!