Ser corrupto dá trabalho…

Professor Doutor Moacir Manoel Rodrigues Júnior, fala hoje sobre um assunto que não deixa e ser pautas em todos os jornais do Brasil, uma semana sequer, a corrupção no governo brasileiro. Veja o que diz o professor universitário sobre as madeixas de quem conduz o país:

 

Vivemos nos últimos meses envoltos em um verdadeiro circo político de denúncias, argumentos pró e contra, declarações do próprio presidente e a preparação de uma grande pizza ao povo brasileiro. Que o governo petista conseguiu institucionalizar a corrupção como política de governo isso ninguém tem dúvida. Mas Michel Temer conseguiu novos patamares, transformou em política de estado. O que o Presidente e sua gangue fizeram foi provar a podridão que corrói todas as instituições brasileiras, desde o carniceiro Executivo, passando pela vara de porcos do Legislativo e a grande prostituta gorda do Judiciário.

Mas se pararmos para pensar um pouco, é trabalhoso ser corrupto. Pensem no tempo gasto para se projetar todos estes esquemas. Por exemplo, o Jornal Valor Econômico divulgou em notícia, de 03 de agosto, que governo gastou R$ 13,2 bi para se ver livre da denúncia contra o presidente (mesmo que alguns digam que foi só um bloqueio temporário das investigações). Em tempos de crise, saber de onde tirar este montante é um exercício exemplar de criatividade fiscal.

Por outro lado, imaginem vocês caros leitores, o Governo Temer conseguiu 263 votos favoráveis a suspensão das investigações. Dias antes da votação, o governo estava em extremo esforço para “conversar” e “convencer” alguns deputados a votarem a seu favor. Então vamos aos cálculos:

Se cada reunião, com cada deputado durou 30 minutos, para se reunir com 263 deputados o governo gastou um total de 7890 minutos, ou 131,5 horas.

Agora, vamos pensar como trabalhadores que somos. Se o Presidente trabalhar 8 horas diárias, como qualquer trabalhador honesto, teríamos o esforço de 16 dias, 3 horas e 30 minutos de trabalho.

Pensando que o governo não se reúne na calada da noite (agora eu forcei) e que os finais de semana são para o descanso e a família. O governo consumiu mais de três semanas ininterruptas de negociações e namoros políticos para conseguir assar aquela grande pizza.

Perceberam leitores, ser corrupto dá muito trabalho.

Mas junto a esse pensamento, e sabendo que isso é apenas um emaranhado de números jogados de qualquer forma, o que me questiono é: dado esse tempo gasto, quem governou este país neste período? Quem neste governo estava pensando no Brasil? Quem está pagando a conta? (Que dúvida).

Lideranças políticas de Blumenau, afirmaram em suas redes sociais que votaram favoráveis a Temer para o “país não parar”. Mas quem estava governando o país durante essa negociata podre? O país não estava parado quando estes mesmos estavam lá “entendendo” o presidente? Quem se preocupou com os recursos da ciência e tecnologia, da emissão de passaportes, da saúde, da educação, que foram todos cortados?

Consigo perceber que nossos políticos realmente trabalham. Realmente dão duro todos os dias. Realmente se preocupam com tudo. Só que infelizmente a preocupação destes não é com quem paga os salários… Se o governo tivesse gasto R$13,2 bi em bolsas de estudo e 131,5 horas discutindo novas estratégias de levar saúde a população, nosso país seria o melhor do mundo. Infelizmente não consigo acreditar em mais nenhum político. Político honesto e cabeça de bacalhau são duas coisas que nunca vi.

 

Moacir Manoel Rodrigues Júnior

 

 

error: Conteúdo Protegido !!