Sobrelevação das barragens de Taió e Ituporanga passaram por testes e amenizaram cheias no Vale do Itajaí

O Vale do Itajaí pode perceber que está mais protegidos em relação aos efeitos das fortes chuvas que caíram nos últimos dias na região, já que as águas do rio Itajaí-Açu já causaram tormentas para casas e empresas localizadas em regiões mais baixas de cidades como Blumenau, Rio do Sul, Ibirama, Ituporanga, Taió, entre outras. Com obras de sobrelevação das barragens de Ituporanga e Taió concluídas, e dos canais extravasores concluídas pelo governo do Estado, a população pode ficar mais tranquila.

O Notícias Vale do Itajaí conversou com o secretário municipal da Defesa Civil de Blumenau, Rodrigo Agostinho de Quadros, na manhã desta segunda-feira (29) que nos garantiu que a sobrelevação ajudou muito a cidade. “Blumenau poderia ter sofrido uma pequena enchente nesse final de semana. Se não fossem as sobrelevações nas barragens, o nível do rio Itajaí-Açu em Blumenau poderia ter chegado tranquilamente em 7,4 metro acima do nível e alguns bairros já seriam atingidos. Os obras já refletiram de uma forma positiva por aqui.” informou Quadros.

Sobre as ocorrências atendidas em Blumenau, Rodrigo Quadros afirmou que foram tranquilas e ligadas apenas a deslizamentos. “Tivemos um trabalho tranquilo, com registro de pequenos deslizamentos.” disse. Sobre a previsão do tempo, o secretário afirmou que a população deve acompanhar as notícias e que as pessoas não devem acreditar em áudios e notícias falsas espelhadas nas redes sociais. “Há previsão de bastante volume de chuva para os próximos três dias, mas isso não deve ser tratado com irresponsabilidade, dependemos muito do quanto vai chover no Alto Vale e se ocorrer enchente em Blumenau será em torno de 7,5 metros, mas isso não está confirmado.” completou.

A sobrelevação das barragens garantiu um aumento da capacidade de armazenagem e é capaz de diminuir o nível do rio em até um metro em enchentes nas cidades do Vale do Itajaí. A barragem de Taió foi elevada para 23 metros de altura e a de Ituporanga para 31 metros. Com isso, a capacidade da barragem de Taió passou de 83 milhões de metros cúbicos para 100 milhões de metros cúbicos, um incremento de 20%. E a da barragem de Ituporanga passou da capacidade de retenção de 93 milhões de metros cúbicos para 110 milhões de metros cúbicos, ou seja, um aumento de 18%. Juntos, os investimentos nas duas barragens somam cerca de R$ 60 milhões.

 

Foto: Jaqueline Noceti / Secom-SC (Arquivo)

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo Protegido !!