STF mantém inquérito das “fake news” em decisão de 10 contra 1 nesta quinta-feira

O Supremo Tribunal Federal encerrou na tarde desta quinta-feira(17/06) o julgamento para decidir sobre o inquérito das fake news, que tem o objetivo de investigar a propagação de notícias falsas e ameaças ao STF. Com a maioria de 10 votos a 1 a votação foi pela validade e constitucionalidade das investigações.

Segundo o Presidente do STF, Dias Toffoli, “o objetivo das campanhas de desinformação é a formação do caos. Não nos enganemos, por trás do aparente absurdo das fake news oculta-se uma lógica bastante sólida. A banalização do ódio é como se fosse um fungo: cresce e se espalha”.

Foram citadas nas plenárias algumas expressões proferidas contra o STF: “Que estuprem e matem as filhas dos ordinários ministros do STF”, dita por uma advogada, e mensagens dizendo que iriam “fuzilar” os ministros em praça pública, ou atear fogo no Supremo com os ministros dentro.

A ministra Cármen Lúcia em sua fala disse que: “liberdade de expressão é gênero de primeira necessidade na democracia, mas não pode ser biombo para criminalidade”

Foto:

error: Conteúdo Protegido !!