Após crítica a Bolsonaro em rede social pessoal, jornalista Adriana Araújo será desligada da Record

Segundo informações do colunista Sandro Nascimento, do site NaTelinha, a jornalista Adriana Araújo deixará a Record em março deste ano, após 15 anos de prestação de serviços na emissora. O contrato da jornalista chegará ao fim, e a renovação é considerada como “muito improvável” pela diretoria da emissora.

Adriana Araújo trabalhou como âncora do Jornal da Record, tendo deixado o posto em junho de 2020, após ter feito críticas ao governo de Jair Bolsonaro em sua rede social, pedindo mais transparência no combate a Covid-19. A postagem teria incomodado o alto comando da emissora.

Ainda segundo informações do colunista, o próximo destino de Adriana Araújo na televisão deverá ser a CNN Brasil.

>> Curta o Mesorregional no Facebook
>> Siga o Mesorregional no Twitter
>> Entre no canal do Mesorregional no Telegram
>> Acompanhe o Mesorregional no Instagram
>> Inscreva-se em nosso canal do YouTube

error: Conteúdo Protegido !!