Brusque recebe a 7ª edição do Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Santa Catarina

Profissionais de todo o país se reúnem no próximo dia 22 de setembro, em Brusque, para a sétima edição do SECMASC (Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Santa Catarina). As inscrições já estão abertas.

Com foco nos novos mercados e nos grandes desafios dos MASCs (Métodos Adequados de Soluções de Conflitos), estarão em pauta na sétima edição do seminário questões relevantes, como as recentes alterações em arbitragem no Brasil, os custos e benefícios da arbitragem e mediação para as empresas e seus usos nos mercados imobiliário, contábil e na administração de empresas.

Os MASCs são ferramentas que têm se tornado cada vez mais comuns, confiáveis e de fácil acesso à população. Resolver conflitos como uma ação de despejo, a dissolução de uma sociedade ou um acordo após um acidente de carro sem a necessidade de recorrer à Justiça têm se tornado cada vez mais fácil para os catarinenses. Com estes métodos, ao invés de entrar na Justiça, o cidadão procura uma Câmara de Mediação e Arbitragem, responsáveis por aplicar os métodos, que trazem benefício como economia, agilidade (o tempo máximo para emitir sentença arbitral é de 180 dias) e sigilo.

Organizado pela Fecema (Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem) e com promoção do CRCSC (Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina), o evento se consolidou como um dos mais eficientes veículos de disseminação dos MASCs. “É uma oportunidade ímpar para estudantes, advogados, empresários e demais profissionais interessados em conhecer novas formas para a resolução de conflitos“, afirma Roberto Adam, presidente da Fecema.

Neste ano, a entidade comemora 15 anos de atuação em Santa Catarina. Para celebrar, a Fecema produziu uma revista especial relembrando o histórico de sucesso da federação e reunirá, durante o SECMASC, todos os ex-presidentes da entidade coordenando painéis e palestras.

 

O que são os MASCs (Métodos Adequados de Solução de Conflitos)?

Arbitragem: de livre e espontânea vontade as partes depositam em um terceiro (árbitro ou entidade especializada) a confiança para resolver seus conflitos e proferir uma sentença. É um processo semelhante ao judicial e, embora não seja obrigatória a presença de um advogado, é aconselhável que ele esteja presente. Há audiências, produção de provas e a sentença final do árbitro que, diferente do judiciário, não tem opção de recurso. A decisão sai em até 180 dias.

Conciliação: as partes discordantes, com a ajuda de uma terceira pessoa imparcial (conciliador) procuram chegar a um acordo que seja proveitoso a ambas. Na conciliação resolvem-se questões mais objetivas, sem que haja necessariamente um relacionamento entre as partes, como um empréstimo de dinheiro ou uma questão de consumo, como por exemplo a compra de um produto defeituoso.

Mediação: as partes discordantes em litígio contratam uma terceira pessoa, de sua confiança (mediador), que de forma neutra e imparcial, as ajudará a restabelecer suas comunicações, buscando um acordo. A medição geralmente envolve relacionamentos, como os sócios de uma empresa que querem dissolver a sociedade ou até mesmo um divórcio.

 

Sobre a Fecema

Há 15 anos a Federação Catarinense das Entidades de Mediação e Arbitragem atua na defesa, organização e promoção da conciliação, mediação e arbitragem, bem como de suas entidades afiliadas. Federação particular sem fins econômicos criada em julho de 2002, a Fecema congrega as entidades particulares de administração de conflitos que tenham como característica básica a sua atuação “aberta” à comunidade em que estejam inseridas. É a única federação do país em termos de Estado com atuação expressiva na divulgação e disseminação de informações sobre os métodos adequados de solução de conflitos. Há sete anos, realiza o SECMASC, evento que já reuniu 1.300 profissionais que tiveram a oportunidade de atualizar seus conhecimentos e trocar experiências com seus colegas.

 

Serviço

O quê: VII Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Santa Catarina
Quando: 22 de setembro de 2017
Onde: Centro Empresarial de Brusque, na rua Pedro Werner, 180, Centro, Brusque
Informações e preços: www.fecema.org.br, secmasc@fecema.org.br ou (47) 3351-3117
*Será fornecido certificado de participação equivalente a 8 horas/aula

 

Programação

7h – Credenciamento
8h40min – Abertura oficial
9h – Painel
“Arbitragem no Brasil e as recentes alterações” com Gilberto Giusti
“Mediação e sua contribuição para solução de conflitos” com Rafael Alves de Almeida
Depoimento: 15 Anos de Atuação da Fecema com Roberto Adam
10h30min – Coffee break
10h45min – Palestra “Custos e benefícios da arbitragem e mediação para as empresas” com Daniel Jacob Nogueira
12h – Intervalo
13h30min – Painel
“Nova advocacia – pensar o melhor caminho para o cliente” com André Jobim de Azevedo
“Arbitragem e Mediação no mercado imobiliário” com Edgar Sandri
“Arbitragem e Mediação no mercado contábil” com Luiz Ricardo Espindola
“Arbitragem e Mediação na Administração de Empresas” com Roberto Faustino
15h15min – Palestra “Novo CPC e os Métodos Adequados de Solução de Conflitos” com Aureliano Albuquerque Amorim
16h30min – Coffee break
16h45min – “Palestra autocomposição de conflitos na administração pública” com Charles M. Machado
18h – Case “Projeto de Pacificação Social da OAB/SC” com Sérgio Roberto Back
18h30min – Encerramento

 

Texto: Maria Augusta Cavalheiro / Assessora de imprensa da Fecema

error: Conteúdo Protegido !!