Ceops é preciso na previsão do nível do rio Itajaí-Açu em Blumenau

O Centro de Operação do Sistema de Alerta da Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí-Açú da FURB (Ceops) foi preciso ao prever que o nível do rio Itajaí-Açu em Blumenau poderia chegar aos 8,70m às 5h da manhã desta quinta-feira (1º), sendo que nesse horário as águas atingiram 5,65m e às 6h os 8,69m quando o rio começa a se estabilizar e com a trégua da chuva hoje e amanhã, pelo menos, já que a previsão do tempo é de que a chuva deve voltar a partir do final de semana.

Em Blumenau os serviços públicos não foram afetados e atendem normalmente. O trânsito é que está sofrendo algumas alterações por conta de alagamentos localizados. Na Rua 1° de Janeiro, por exemplo, no entrocamento com a rodovia BR-470 nos dois lados estão intransitáveis. No bairro Fidélis, foi efetuado mão dupla na Rua Arco Iris, e no lado do bairro Itoupava Norte, foi bloqueado o acesso a 1° de Janeiro pela Rod BR-470.

Fotos cedidas pelo fotógrafo Giovani Silva.

 

De acordo com dados repassados pelo secretário da Defesa do Cidadão de Blumenau, Rodrigo Quadros, 136 ocorrências foram geradas pela Defesa Civil durante os últimos dias em Blumenau, sendo que 90 foram relacionadas a deslizamentos. Dois abrigos foram ativados, mas não recebeu nenhum desalojado.

Às 7h o nível do rio Itajaí-Açu marcou 8,71 acima do nível normal em Blumenau, subindo apenas 2 centímetros na última hora e o Ceops fez uma nova projeção que apontou que a partir desse momento o nível das águas tendem a baixar.

Com as obras de sobrelevação das barragens de Taió e de Ituporanga o Vale do Itajaí acabou escapando de uma enchente ainda maior, já que os níveis delas foram alcançados em apenas 77% da capacidade de cada uma. Apenas uma comporta está aberta na barragem de Ituporanga e as demais devem ser abertas aos poucos para escoamento da água da forma mais eficiente possível, já que o retorno da chuva está previsto para o final de semana. A barragem de Presidente Getúlio está desativada, já que índios ocupam o local desde 2015 em forma de protesto, o que prejudica principalmente os blumenauenses.

 

Defesa Civil de Gaspar registra 27 chamados no 199

Em Gaspar o nível do rio as 6h atingiu os 6,74 metros acima do nível normal. A Defesa Civil de Gaspar registrou no total 27 chamados pelo via Central de Atendimento instalada no auditório da Prefeitura. Foram registrados 6 deslizamentos de terra e 3 ruas alagadas. A Rua Rio do Sul, no bairro Figueira, foi a primeira a ser atingida por inundações, quando o rio marcou 5 metros, pouco antes das 20h de ontem (31). Em seguida os registros foram recebidos da Rua Lirio, no bairro Figueira e Rua Francisco Wesling, na comunidade da Coloninha.

De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Gaspar, na Rua Imaruí, na localidade do Sertão Verde, na Margem Esquerda, duas famílias foram orientadas a passar a noite fora das residências. Neste caso, nove pessoas ficaram desalojadas e passaram a noite em casa de familiares. Dois abrigos foram ativados preventivamente, mas nenhum deles recebeu vítimas desabrigadas.

Foto: Liliane Machado / PMG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo Protegido !!