Ciganos voltam a causar transtorno às margens da Via Expressa, em Blumenau

Mais uma vez a Polícia Militar precisou ser acionada para controlar tumultos causados por ciganos que se hospedam em acampamento montado à margem da Via Expressa Paul Fritz Kuehnrich, no bairro Itoupava Norte, em Blumenau. Dessa vez um incêndio na vegetação, por conta de fogo ateado em lixo e numa carretinha de veículo. O Corpo de Bombeiros também foi chamado para controle das chamas, e também para que fosse evitado um estrago ainda maior, já que havia a possibilidade de atingir até mesmo imóveis.

Uma lei que  dispõe sobre a inviolabilidade do domicílio da população cigana garante que eles possam acampar e permanecerem, praticamente onde pretenderem. Assim que chegam em Blumenau (rotineiramente) a Secretaria Municipal de Assistência Social diz que busca intervir para garantir lugar e condições adequadas para os acampamentos, ajuda que é negada pelos líderes dos acampamentos.

Moradores da região relatam que as suas residências geralmente são atacadas no período da noite, se negam algum tipo de produto que são solicitados pelas pessoas que estão acampadas. Além disso por várias vezes a Guarda Municipal de Trânsito e a Polícia Militar já registraram ocorrências em que pedras, madeiras e outros tipos de materiais são jogados na Via Expressa quando esses acampamentos são ativos. A Polícia Civil também já chegou a registrar agressões, assaltos, e até mesmo uma tentativa de homicídio em 2016.

 

Fotos: Marcos Fernandes / SBT-SC
error: Conteúdo Protegido !!