Com recorde histórico, Santa Catarina registra abertura de 138 mil novas empresas em 2021

A Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc) divulgou que o saldo positivo de novos negócios em funcionamento no estado em 2021 chegou aos 138.032. Este número é a diferença entre todas as aberturas (204.954) e extinções (66.922) no período o que representa o maior recorde histórico anual nos 128 anos de existência da autarquia.

Os números presentam uma alta de 19% em novos negócios se comparado com o ano de 2020 (saldo 115.571) e, crescimento de 42% em relação a 2019 (saldo 97.034), período em que não existia a pandemia da Covid-19. Para o presidente da Jucesc, Gilson Lucas Bugs, além de contar com um povo empreendedor, a sucessão dos recordes é fruto também de um ambiente de negócios mais favorável, assim como os investimentos do Governo na simplificação do registro empresarial e políticas públicas de apoio ao empreendedor.

Converse com o Mesorregional e faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp

“Como tenho dito, o bom desempenho do estado tem sido uma constante e deve seguir positivo nos próximos meses. Desde 2019, a Jucesc está trabalhando em várias frentes, nunca deixando de lado a sintonia com os demais órgãos do governo, para garantir que os catarinenses tenham facilidade para concretizar o sonho de abrir seu próprio negócio, ou quando necessitam fechar o mesmo. Estamos dia após dia realizando um trabalho minucioso, visando eliminar cada vez mais a burocracia e atender às demandas sempre com muita eficiência, qualidade e rapidez aqui na Junta”, enfatiza Bugs.

Ainda de acordo com o órgão, o setor de comércio liderou com 29.949 empreendimentos. Seguido por: indústria de transformação (16.360); construção (15.381); atividades profissionais, científicas e técnicas (11.082); outras atividades de serviços (10.867); atividades administrativas e serviços complementares (10.580); alojamento e alimentação (9.993); transporte, armazenagem e correio (9.679); educação (5.964); informação e comunicação (4.511); saúde humana e serviços sociais (3.880); serviços domésticos (3.242); atividades imobiliárias (2.533); entre outros.

Os dados apresentados pelo Observatório Jucesc refletem ainda, o ritmo da continuidade da retomada econômica no estado e revelam uma tendência de mercado, o empreendedorismo como oportunidade ou necessidade. O saldo das naturezas jurídicas de 2021 confirma o fato. Só no ano passado, cerca de 80% dos novos negócios foram MEIs (108.469).

Foto: Fabiana Everling / Jucesc

error: Conteúdo Protegido !!