Em agosto entra em circulação a nota de R$ 200 com imagem do lobo-guará

Nesta quarta-feira (29), o Conselho Monetário Nacional do Banco Central aprovou o lançamento da cédula de R$ 200, que terá como personagem o lobo-guará. A nova nota deverá entrar em circulação no final de agosto e a previsão é que sejam impressas 450 milhões de cédulas ainda este ano, o equivalente a R$ 90 bilhões.

Por motivos de segurança, ainda não há imagens da nova nota. Também será lançada em conjunto com a nota, uma campanha para educar a população do Brasil para os novos elementos de segurança nas cédulas.

No ano de 2001, o Banco Central fez uma pesquisa com a população para decidir quais animais da fauna brasileira em extinção seriam representados nas notas de real. A tartaruga marinha, que hoje é utilizada na cédula de R$2, ficou em primeiro lugar; o segundo mais votado foi o mico-leão-dourado, presente na nota de R$20; o terceiro, o lobo-guará.

Sobre o lobo-guará

Conforme National Geographic, esta espécie está ameaçada e é o animal símbolo do cerrado, e vem sofrendo com a alterações de seu habitat, bem como conflitos com humanos e atropelamentos. É um mamífero, onívoro, que vive em torno de 12 anos e pesa entre 20 e 33 kg.

Apesar de ser um animal emblemático do Cerrado, o lobo-guará também vive em outras áreas, que inclui a Caatinga, Pantanal, Mata Atlântica, Pampa, além de Paraguai, Bolívia, Argentina e Uruguai. No Sul do Brasil, a situação da espécie é crítica: estima-se que existam apenas 50 indivíduos no Rio Grande do Sul, por exemplo. O lobo-guará é o maior canídeo brasileiro e tem hábitos alimentares oportunistas. Caça tanto pequenos vertebrados, como roedores, aves e répteis, quanto artrópodes.

Foto: Joel Sartore/ National Geographic

error: Conteúdo Protegido !!