Joesley Batista presta depoimento em inquérito sobre Temer

O dono da empresa JBS, Joesley Mendonça Batista, prestou depoimento na manhã desta sexta-feira (16), em Brasília, à Polícia Federal (PF) no inquérito que investiga o presidente Michel Temer e o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures, ambos do PMDB. O delator que recebeu “uma montanha” de benefícios em sua delação na Operação Lava Jato reafirmou que se encontrou com o atual mandatário da Republica Federativa do Brasil no Palácio do Jaburu na noite de 7 de março na qual o presidente apoiava a iniciativa de Joesley de “comprar o silêncio” do ex-deputado Eduardo Cunha e do corretor de valores Lúcio Funaro com uma “mesada”, o que colocou Temer em saia justa.

De acordo com a Procuradoria Geral da República (PGR), Temer teria dado “anuência” a esses pagamentos. Além disso, neste depoimento o dono da JBS voltou a afirmar que deu dinheiro a Loures, do qual uma parte seria destinada a Temer, para ser favorecido pelo governo. O ex-deputado e ex-assessor especial do mandatário foi filmado pela PF saindo de um restaurante em São Paulo com uma maleta com R$ 500 mil em espécie. Sendo assim, Temer e Loures são investigados no inquérito por corrupção passiva, obstrução da justiça e organização criminosa.

A PF tem até a próxima segunda-feira (19) para concluir o inquérito, prazo dado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Na próxima semana, aliás, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deverá apresentar uma denúncia contra o presidente ao STF. No entanto, para poder ser analisada pelo tribunal, ela deverá antes ser autorizada pelo plenário da Câmara dos Deputados.

 

*Com informações da ANSA
Foto: Reprodução / PGR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo Protegido !!