Com baixo interesse das seleções, Copa das Confederações começa amanhã

Essa é a primeira vez que a Seleção Brasileira não participará da Copa das Confederações, que começa nesse sábado (17), na Rússia, em um momento de tensão política no país e sem o apelo internacional das edições anteriores. Aliás, das seleções campeãs do mundo, apenas a Alemanha estará participando da edição de 2017. O clima festivo, que geralmente marca a competição, não é visto pelas ruas das cidades que hospedarão a competição e a nona edição arrisca ser um fiasco de público e de competitividade – além de acumular problemas de planejamento e segurança.

Protestos contra o governo de Vladimir Putin, prisões de opositores e tensões perante a segurança do evento são alguns dos motivos que acabaram desmotivando a participação de diversos países. No ano que vem, os russos vão às urnas para eleições gerais e, apesar de não ter anunciado sua candidatura, Putin deve ganhar com facilidade o pleito – o que irrita ainda mais a oposição. Além disso, dois problemas com a Copa das Confederações afetaram a organização: a baixíssima procura por ingressos e os problemas no acerto das transmissão internacional da competição entre a Rússia e a Fifa.

Para se ter uma ideia durante a disputa da competição no Brasil, em 2013, a média de torcedores por jogo foi de pouco mais de 50 mil por jogo. No entanto, no último dado oficial divulgado pelo Comitê do evento, apenas 300 mil entradas haviam sido vendidas de um total de 696 mil colocadas à venda. Nessa edição da Copa das Confederações há apenas um jogo esgotado, Rússia e Portugal, no dia 21 de junho em Moscou. Nem as disputadas cerimônias de abertura e encerramento têm despertado interesse dos russos – e os jogos menos expressivos podem ter estádios completamente vazios.

Além de tudo isso, a transmissão dos jogos foi fechada apenas na última semana, o que garantiu, ao menos, que as partidas sejam transmitidos para os russos de maneira integral.

Somado a todos esses fatores, o risco de ataques terroristas – seja por extremistas islâmicos ou chechenos – continua alto no país, que sofreu com ações do tipo, recentemente, em Moscou e São Petersburgo.

– Os jogos: No campo esportivo, pela primeira vez, a seleção brasileira não se classificou. A Copa das Confederações de 2017 reunirá as equipes de Rússia, Portugal, Nova Zelândia e México no grupo A e Alemanha, Austrália, Camarões e Chile no grupo B. Dos que conseguiram a vaga nesse ano, apenas o México já ganhou a competição.
Brasil, quatro títulos, França, duas conquistas, e Argentina e Dinamarca, um título cada, não conseguiram vaga na Copa que reúne os campeões continentais.

– Confira a tabela de jogos da 9ª edição da Copa das Confederações: Grupo A: 17/6 – às 12h – Rússia x Nova Zelândia; 18/6, às 12h, – Portugal x México; 21/6, às 12h, Rússia x Portugal; 21/6, às 15h, México x Nova Zelândia; 24/6, às 12h, México x Rússia; 24/6, às 12h, Nova Zelândia x Portugal; Grupo B: 18/6, às 15h, Camarões x Chile; 19/6, às 12h, Austrália x Alemanha; 22/6, às 12h, Camarões x Austrália; 22/6, às 15h, Chile x Alemanha; 25/6, às 12h, Alemanha x Camarões; 25/6, às 12h, Chile x Austrália.
Semifinais serão disputadas nos dias 28 e 29 de junho, em partidas às 15h. A disputa do 3º lugar será no dia 2 de julho, às 9h, mesmo dia da final, que será jogada às 15h.

 

*Com informações de Tatiana Girardi da ANSA
Foto: Alexandre Macieira / Riotur (Arquivo NVI)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo Protegido !!