Manifestação em frente à Prefeitura de Blumenau pede pelo retorno das atividades

Blumenauenses realizaram uma manifestação na manhã desta sexta-feira (17), às 10h, em frente à Prefeitura de Blumenau, pedindo pelo retorno das atividades de setores com o musical, eventos, esporte e transporte, que não estão autorizados a funcionar desde o dia 18 de março. O organizador do evento, Diogo Carioca, diz que a organização realizada nesta manhã pede que a retomada aconteça para todos com a devida conscientização. “A gente não quer que aconteça da noite pro dia. A gente sabe que os leitos já estão chegando na capacidade máxima, mas o que a gente quer aqui hoje é realmente que a retomada aconteça para todos, que o poder legislativo crie as leis, que o poder executivo faça elas serem cumpridas“, explica.

Os maifestantes já haviam conversado com o prefeito Mário Hildebrandt e, conforme conta Diogo, o chefe do executivo disse que, se a taxa de ocupação dos leitos estivesse perto dos 70%, o transporte coletivo e os esportes não voltariam a funcionar. “A taxa estava em 53% no dia 6 de julho e realmente o ônibus retornou e as nossas atividades ficaram esquecidas. A gente tá aqui hoje brigando pra que ninguém mais fique parado, que aconteça uma retomada, que ela seja consciente, com leis, com regras, com regulamentações. Todo mundo tá preparado pra seguir“, considera o organizador da manifestação.

O Mesorregional conversou também com o DJ Ailton Dione, um dos participantes da manifestação, que falou sobre as dificuldades enfrentadas neste momento em que os eventos são proibidos por conta da pandemia. “A gente têm que se adaptar a isso e voltar a trabalhar de qualquer forma, porque não dá mais pra ficar em casa. Pra gente é muito complicado. Eu particularmente, já vendi meu carro particular pra poder pagar as dívidas que vêm vindo. Se a gente não pagar o aluguel da nossa casa, a gente vai ser despejado. Já estamos com 24 mil reais de dívida no salão que a gente administra, então está bem complicada a nossa situação” conta o DJ.

Os manifestantes estiveram bem distribuídos no local, a fim de manter o distanciamento social necessário e a Polícia Militar esteve no local.

Fotos: Wellington Civiero / Mesorregional
error: Conteúdo Protegido !!