Manifestantes se reúnem em frente à Prefeitura de Blumenau contra as medidas restritivas

Na manhã desta terça-feira (4), empresários de Blumenau se reuniram em frente à Prefeitura Municipal para se manifestar contra as medidas restritivas tomadas pelo município a fim de frear o contágio da Covid-19. As últimas medidas divulgadas pela administração municipal incluem restrição de horário de funcionamento aos estabelecimentos de atividades essenciais e não essenciais, o que causou dificuldades às empresas da cidade.

Conforme disse ao Mesorregional a representante de um Spa, Daiana Raulino, o grupo foi criado para juntar as causas e reivindicações de cada comerciante. “Estamos ficando sem trabalhar, as contas estão vencendo e nós não temos o que fazer. Estamos procurando uma forma de mostrar para o prefeito de Blumenau que precisamos de ajuda“. Ainda de acordo com Raulino, os manifestantes pedem pela flexibilização de horários, para que os estabelecimentos possam atender e evitar aglomerações.

Foto: Wellington Civiero / Mesorregional

Já em relação ao setor musical, Leandro Reys explica que a música foi a primeira a parar e não tem expectativa nenhuma para voltar. “Essencial é trabalhar para comer. Todo trabalho é essencial“, diz.

Ana Maria Trerweilel, representante da Academia Splash Fitness, afirma que as academias são serviço essencial de acordo com lei federal e estadual. “Academia vende saúde e imunidade, e por isso não deveria estar fechada“, ressalta.

Nuno Nascimento, do setor de barbearia, conta que a restrição de horários tem sido um obstáculo para o seu ramo, pois, com as novas medidas, precisam fechar nos horários em que costumavam receber mais clientes, além dos sábados. “A gente está sofrendo já faz uns quatro meses. Fluxo de caixa está praticamente zerado“.

A Câmara de Vereadores vai se reunir com alguns setores ainda na manhã desta terça-feira.


Foto: Jefferson Santos / Mesorregional

error: Conteúdo Protegido !!