MPE pede impugnação da candidatura de Diego Pandini à Câmara de Indaial

O Ministério Público Eleitoral pediu a impugnação do registro de candidatura de Diego Pandini, candidato a vereador na cidade de Indaial pelo Partido Progressista (PP). De acordo com a ação do MPE, o candidato foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) pela prática de crime de receptação e, por isso, encontra-se inelegível.

Pandini, que se identifica como Diabo Loiro, foi eleito a vereador de Indaial em 2016. Ele cumpriu a pena imposta pelo referido crime em 2013. No entanto, ainda não transcorreu o prazo de oito anos subsequentes ao cumprimento ou extinção da pena, conforme previsto no art. 1º, I, e, da LC nº 64/1990.

>> Clique aqui para receber em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Curta o Mesorregional no Facebook
>> Siga o Mesorregional no Twitter
>> Entre no canal do Mesorregional no Telegram
>> Acompanhe o Mesorregional no Instagram
>> Inscreva-se em nosso canal do YouTube

Pandini ainda responde pelo assassinato do padrasto e por tentar matar o próprio irmão, em maio de 2014, além do crime de violência doméstica, já que é acusado pela ex-namorada de violência contra mulher, situação registrada em dezembro de 2019. Em julho de 2019, a Polícia Civil também apreendeu munições e uma arma na casa do vereador, além de materiais que seriam utilizados para a confecção de munições.


Foto: Divulgação / Câmara de Vereadores de Indaial

error: Conteúdo Protegido !!