Representante de ONG em Bombinhas é indiciado por fraude

Um representante de uma Organização Não Governamental (ONG) conveniada com a Prefeitura de Bombinhas para monitoramento da fauna marinha foi indiciado pelos crimes de falsidade ideológica, peculato, fraude processual e crime ambiental.

Investigações da Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Bombinhas, constataram indícios de fraudes em relatórios de monitoramento do convênio, cujo pagamento anual estava previsto no valor de R$ 90.000,00. A suspeita é que o autor, que já havia se desfeito de outros petrechos (âncoras, cordas e boias), pretendia realizar a venda do material.

>> Clique aqui para receber em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Curta o Mesorregional no Facebook
>> Siga o Mesorregional no Twitter
>> Entre no canal do Mesorregional no Telegram
>> Acompanhe o Mesorregional no Instagram
>> Inscreva-se em nosso canal do YouTube

O inquérito policial, que teve início em 2019, foi concluído nesta terça-feira (13) e resultou no cumprimento de mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça na residência do investigado e na sede da entidade, onde foram localizados mais de 70 sacos de redes de pesca sem o aval dos órgãos ambientais e sem o registro de eventual irregularidade das redes. O inquérito foi encaminhado ao Judiciário para que o Ministério Público decida sobre ação penal.


Foto: Divulgação / Polícia Civil

error: Conteúdo Protegido !!