Secretarias responsáveis pela segurança não enviam representantes para audiência pública em Blumenau

Na noite desta segunda-feira (20) aconteceu na Câmara de Vereadores de Blumenau uma audiência pública com foco no funcionamento da segurança na cidade. Diversas autoridades foram convidadas e compareceram, exceto quem realmente deveria ouvir as reivindicações de gestores públicos e da sociedade. O Estado não enviou representantes oficiais da Secretaria de Estado de Segurança Pública e tão pouco da Secretaria de Justiça e Cidadania de Santa Catarina.

A iniciativa da reunião foi do vereador Ailton de Souza (PP), que afirmou que apesar do anúncio e convite realizado pessoalmente ao governador Raimundo Colombo (PSD) da contratação de mais de mil novo policiais para este ano, a sociedade blumenauense precisa pressionar o estado a dar mais atenção para a segurança pública na cidade. “Não é somente a contratação de novos policiais que problemas serão solucionados, mas precisamos de melhores condições de trabalho para os profissionais da segurança, inclusive das viaturas.” afirmou Ito.

Além de questões de estatísticas relacionadas a crimes na cidade e região, foram comentados também o que se pode fazer para melhorar a situação da segurança como um todo, inclusive em relação a Penitenciária Industrial de Blumenau (PIB) e ao Presídio Regional de Blumenau (PRB). O vereador Alexandre Matias (PSDB), lembrou em seu discurso que para construir a Penitenciária o governador prometeu desativar o PRB, mas que nada mudou após a inauguração da PIB.

Representantes de direitos humanos, Conselhos Comunitários de Segurança, da Órdem dos Advogados, a comandante da 7º Região da Polícia Militar, Claudete Lehmkuhl e o comandante do 10º Batalhão da PM,  Jefferson Schmidt, o delegado regional Rodrigo Marchetti, o secretário regional de desenvolvimento Emerson Antunes e a deputada estadual Ana Paula Lima (PT) foram algumas das autoridades presentes, além da maioria dos vereadores blumenauenses.

Outro fato que chamou a atenção, é que agentes do Seterb, compareceram na audiência, mas não receberam lugar de destaque, tão pouco foram citados entre as autoridades que puderam usar a tribuna. O mesmo aconteceu com membros da Secretaria de Defesa do Cidadão, ou seja, os únicos dois órgãos municipais relacionados á segurança pública, acabaram sendo “esquecidos” na reunião, além do Corpo de Bombeiros Militar.

Fotos: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido !!