Blumob se manifesta sobre proposta de demissão de 450 trabalhadores do transporte urbano

No começo da tarde desta segunda-feira (27), a empresa BLUMOB se manifestou através de uma nota oficial ao Mesorregional sobre a proposta de demissão de 450 trabalhadores do transporte coletivo da cidade de Blumenau.

Nota oficial da BLUMOB:

A BluMob apresentou ao poder público e AGIR os impactos e necessidades para manutenção das atividades do serviço público de transporte de passageiros no município de Blumenau em meados de abril, dados os efeitos do combate à pandemia do COVID-19, sendo certo que a AGIR manifestou-se oficialmente pela necessidade do reequilíbrio econômico financeiro emergencial do contrato de prestação dos serviços executados pela BluMob. Em 17 de julho, também apresentou propostas ao sindicato que incluíam, como primeira opção, a manutenção integral de seu quadro de pessoal concedendo, inclusive, estabilidade por 12 meses, com ajustes em salários e benefícios, sendo a única forma de conseguir honrar compromissos e preservar empregos. À essa proposta foram acrescidos outros pontos, por sugestão do Sindicato. Não obstante a urgência e a delicada situação envolvendo algo em torno de torno de 1.100 funcionários, o sindicato marcou assembleia apenas para o dia 01/08, já tendo advertido que não haverá qualquer negociação que envolva redução de salários e benefícios, não concordando também com demissões, tal como discutido como eventuais soluções para minimamente equalizar o cenário de grave crise, com as condições do transporte coletivo público urbano em colapso. A BluMob reafirma seu compromisso de continuar trabalhando para a manutenção de sua capacidade de honrar com salários e benefícios, mas é preciso que haja entendimento de que a empresa ficará, ao todo, paralisada por quase 4 meses sem receitas, e que sua capacidade econômica precisa que medidas sejam tomadas para evitar o colapso.

O Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo de Blumenau (Sindetranscol) repudia essa prática de demissões pois entende que existem ações e medidas a serem adotadas pelas empresa para proteger os empregos dos trabalhadores.

É importante salientar que o transporte coletivo de Blumenau segue suspenso para o combate da COVID-19.

Foto: Wellington Civiero/Mesorregional

error: Conteúdo Protegido !!