Dialeto trentino é oficialmente a língua co-oficial de Rodeio, a Capital Catarinense dos Trentinos

A Câmara dos Vereadores de Rodeio aprovou e a partir de agora o Dialeto Trentino é língua Co-oficial de Rodeio. O projeto de lei n 05/2020 foi aprovado por unanimidade nesta segunda-feira (13/07). Desta maneira, esta variante do idioma italiano torna-se uma das línguas oficiais dentro do município de Rodeio, juntamente com o português.

A lei tem por objetivo conservar a língua italiana por intermédio de sua variante linguística, o dialeto trentino, trazido pelos primeiros imigrantes que se instalaram na cidade em 1875. Lembrando que o dialeto se mantém vivo no cotidiano da comunidade rodeense.

A lei é mais uma medida da administração pública para a manutenção dos costumes e da cultura da comunidade, essencialmente ligada à cultura italiana, mas sobretudo, Trentina. Viabiliza a preservação cultural do município, potencializando o turismo da cidade que recebeu recentemente o título de “Capital Catarinense dos Trentinos”.

Conheça como foi a colonização de Rodeio

O território que hoje consiste em Rodeio foi fundado em meados de 1875, com a chegada dos imigrantes austríacos (tiroleses da região de Trento) e italianos (vênetos e lombardos). Estes imigrantes vieram a pedido do Dr Blumenau já que os imigrantes alemães não estavam se adaptando com a região.

A maioria dos imigrantes que se estabeleceu em Rodeio veio da área de língua italiana do Tirol (distrito de Trento), região montanhosa que passou para a Itália após a Primeira Guerra Mundial e foi rebatizada em 1923 com o nome Trentino Alto-Adige/Sudtirol. Com o  Tratado de Paris Saint-Germain a região tirolesa passou a pertencer ao reino italiano. Hoje, essa região autônoma é dividida em duas províncias autônomas, Trento e Bolzano.

Foto: Divulgação PMR

error: Conteúdo Protegido !!