Ministro Edson Fachin envia denúncia contra Dilma e Lula para 1ª instância

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, enviou para a Justiça do Distrito Federal a denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Vana Rousseff e o ex-ministro Aloizio Mercadante Oliva, ambos do PT.

Os três foram acusados de obstrução à Operação Lava Jato no episódio da nomeação de Lula como ministro da Casa Civil, no início de 2016, ainda durante o governo de Dilma. A decisão de Fachin foi contrária ao pedido de Janot, que queria que o caso fosse analisado no STF. Agora, o processo irá para a primeira instância.

 

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

 

Janot também pediu prisão de Joesley Batista e do ex-procurador da PGR

Rodrigo Janot, também pediu ao STF a prisão do empresário Joesley Batista, dono da JBS, do executivo Ricardo Saud e do ex-procurador Marcelo Miller ainda no fim da noite desta sexta-feira (8).

Todos estão envolvidos na divulgação de áudios dos delatores, em que conversas apontam que eles omitiram informações para a PGR e que podem ter sido orientados por Miller. O pedido ainda está sob sigilo.

Há ainda o risco de rescindir o acordo de delação com os executivos da JBS – o que não invalidaria as provas apresentadas até o momento. O caso se desenvolveu nesta semana após o próprio Janot revelar que um dos áudios apresentados pelos delatores apresentava “acusações gravíssimas” contra Miller.

Joesley, e os delatores da J&F, holding que inclui a JBS, revelaram informações de pagamento de propina contra centenas de políticos de todos os escalões de Brasília.

 

*Com informações da ANSA
Na capa foto de Roberto Stuckert Filho, a então Presidente Dilma Rousseff empossava Aloizio Mercadante, como Ministro da Educação, durante cerimônia de posse dos novos ministros.  05/10/2015.

error: Conteúdo Protegido !!