Polícia Civil realiza ação de combate à lavagem de dinheiro

Com a finalidade de coibir o crime de lavagem de dinheiro e apreender patrimônio de grupo criminoso dedicado à prática de furtos a caixas eletrônicos, a Polícia Civil (PCSC) deflagrou nesta quarta-feira (18), a Operação “Xeque Mate”. Medidas cautelares probatórias e assecuratórias foram cumpridas, relacionadas à investigação dos crimes em todo o território nacional.


O objetivo das medidas foi a apreensão de documentos capazes de confirmar as hipóteses de ocultação e dissimulação, que caracterizem a lavagem de dinheiro, confirmar a real situação do patrimônio sem respectivo lastro e a identificação de outros bens que não haviam sido identificados, possivelmente em nome de laranjas.


Ao todo, foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça em Joinville, Balneário Barra do Sul e Barra Velha, e três mandados de prisão temporária.

> > Participe do nosso grupo no WhatsApp
>> Curta o Mesorregional no Facebook
>> Siga o Mesorregional no Twitter
>> Entre no canal do Mesorregional no Telegram
>> Acompanhe o Mesorregional no Instagram
>> Inscreva-se em nosso canal do YouTube


Ainda foram sequestrados 15 imóveis, duas empresas, apreendidos 17 veículos e bloqueados valores em contas bancárias. As investigações contaram com o suporte técnico do Laboratório de Tecnologia em Lavagem de Dinheiro (Lab-LD) e operacional das demais Delegacias Especializadas da DEIC.


Atuação


Os criminosos atuavam de maneira pulverizada e permanente, aproveitando-se das baixas penas previstas para crimes sem violência contra pessoas. Contudo, todo o proveito dos crimes, as dissimulações e a aquisição de ativos, acontecem no Estado catarinense, provocando, assim, a investigação pelo crime de lavagem de dinheiro e ocultação de valores e bens.

Foto: PCSC / Divulgação

error: Conteúdo Protegido !!