Polícia Militar prende homens suspeitos de tráfico de drogas e cárcere privado

No início da tarde desta terça-feira (24), a Polícia Militar (PM) foi acionada para averiguar uma denúncia de que três mulheres estariam sendo mantidas em cárcere privado em um imóvel localizado na Rua Max Link, no bairro Vila Itoupava.

Assim que chegaram ao local os policias entraram em contato com familiares das vítimas e receberam o relato de as mulheres saíram da cidade de Palmas, no Paraná no último dia 20 com o pretexto de passar o fim de semana na casa de uma amiga e a partir daí deixaram de manter contato.   

De acordo com as informações divulgadas pela PM, hoje esses familiares receberam mensagens pedindo ajuda por parte das vítimas, relatando que estavam sendo mantidas em cárcere sob ameaças de morte com uso de arma de fogo, informando uma possível localização. E foi a partir de então que as equipes policiais identificaram e abordaram a residência, onde lá “foram localizadas as vítimas de 15, 17 e 23 anos, que estavam bastante assustadas e chorando muito.”

Converse com o Mesorregional e faça parte do nosso grupo de notícias no WhatsApp

Consta no relatório divulgado pela Polícia Militar, que foi identificado os autores sendo um homem de 38 anos e dois de 24 anos e na continuidade às buscas, os policiais encontraram um revolver calibre 38, da marca Taurus com numeração raspada, além de 17 munições do mesmo calibre, três balanças de precisão, 535 gramas de cocaína, R$ 492,00 em espécie, uma máquina de cartão de crédito e seis aparelhos de telefone celular.

As vítimas relataram para os policiais que foram trazidas à Blumenau por dois homens com a promessa de receberam certa quantia para se prostituírem e ao chegarem aqui, tiveram seus telefones retidos e foram mantidas em cárcere sendo forçadas à prostituição. Além disso, informaram que presenciaram um intenso tráfico de drogas praticado pelos autores.

Diante de tudo isso, foi dada voz de prisão em flagrante delito aos autores, os quais foram encaminhados à Central de Polícia Civil, juntamente com as vítimas para a conclusão dos procedimentos legais.

Foto: Divulgação / PMSC

error: Conteúdo Protegido !!