Responsável por maior ataque ao Twitter tem apenas 17 anos

da ANSA

As autoridades norte-americanas prenderam, na última sexta-feira (31), o jovem Graham Ivan Clark, 17 anos, acusado de ser a mente por trás do maior ataque hacker já sofrido pela rede social Twitter.

Agora, ele responderá por 30 crimes, que incluem falsidade ideológica, fraude organizada acima de US$ 50 mil e 17 fraudes de comunicação.

Conforme dados do jornal “Tampa Bay Times”, o morador da cidade tem um patrimônio acumulado de mais de US$ 3 milhões em criptomoedas, que as autoridades afirmam terem sido obtidas de maneira ilegal. No entanto, a defesa alega que ele conseguiu o valor legalmente durante a audiência realizada no sábado (1º).

Além de Clark, outras duas pessoas foram acusadas pelo crime: o norte-americano Nima Fazeli, 22, e o britânico Mason Shepard, 19.

O ataque hacker do dia 15 de julho atingiu contas verificadas na plataforma, incluindo famosos como Bill Gates, Elon Musk, Barack Obama, Jeff Bezos e a Apple. Conforme o Twitter, foram alvo da operação 130 contas do tipo, sendo que 45 “foram violadas com sucesso” graças ao uso de “instrumentos acessíveis unicamente por equipes de apoio interno”.

Para evitar um alastramento do golpe, a rede social bloqueou as postagens de todos os usuários no mundo que tem a verificação, fato que foi corrigido pouco tempo depois. No golpe, os hackers chegaram a postar textos pedindo bitcoins para os usuários nas contas de Musk e Obama, tendo roubado pouco mais de US$ 110 mil em bitcoins.

Foto: Jefferson Santos / Mesorregional

error: Conteúdo Protegido !!