SC tem pelo menos 188 pesquisas e projetos de extensão de combate à Covid-19 em diversas áreas

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc) realizou levantamento das ações de pesquisa e extensão realizadas por instituições de ensino catarinenses para combater à pandemia de Covid-19 e seus efeitos. Estão em andamento agora ao menos 188 trabalhos.

Além dos grandes projetos, que envolvem a produção de vacinas, de testes rápidos ou de estudos sobre as condições dos pacientes, há também outras ações que impactam no dia a dia do controle da doença. Professores e alunos criam máscaras de proteção aos profissionais da saúde e dão suporte técnico realização de testes de Covid-19. Assim como desenvolvem tecnologias que ajudam em tratamentos e na tomada de decisões para conter a pandemia.

A segunda área com mais ações é a proteção social, com pesquisas que envolvem desde a análise da situação das famílias catarinenses durante esse período até as condições psicológicas e comportamentais causadas pela pandemia. Já os programas de extensão estão relacionados à produção e distribuição de produtos às comunidades mais vulneráveis, como álcool gel, máscaras ou mesmo sabão.

Na área educação, há desenvolvimento de sistemas para aulas a distância e compartilhamento de informações para apoiar o ensino de crianças em casa. Enquanto na proteção econômica, os pesquisadores estão focados em medidas para melhoria nas condições do trabalho em casa, proteção das cadeias produtivas e de mobilidade.

O levantamento aponta as instituições envolvidas nos projetos, sendo 77 projetos na UFSC, 40 na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), 19 no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), 11 na Universidade do Extremo Sul de Santa Catarina (Unesc), 10 na Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), oito na Universidade do Vale do Itajaí (Univali).

Foram destacados ainda seis projetos na Universidade Regional de Blumenau (Furb), seis na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), cinco na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), três na Epagri, três no Instituto Federal Catarinense (IFC), três na Universidade da Região de Joinville (Univille), dois na Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), dois no Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí (Unidavi), um no Colégio, Faculdade, Extensão e Centro Tecnológico (SATC), um na Universidade do Contestado (UNC) e um no Colégio de Aplicação da UFSC.

O número de projetos relacionados à Covid-19 em Santa Catarina deve aumentar com o lançamento feito pela Fapesc do Programa de Pesquisa Universal. Serão destinados R$ 4 milhões para todas as áreas de conhecimento. Podem ser contemplados até 200 projetos com recursos que variam de R$ 20 mil a R$ 80 mil. As inscrições vão até 23 de setembro na plataforma da Fapesc 

Foto: Cristiano Estrela / Secom

error: Conteúdo Protegido !!