Secretário estadual de Segurança Pública determina identificação de autores de atos racistas e de intolerância religiosa ocorrido em Blumenau

Após a Ordem dos Advogados de Santa Catarina (OAB/SC) emitir uma carta de repúdio contra um ato de racismo e de intolerância religiosa flagrados nas ruas de Blumenau, através de cartazes o secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba determinou rigor na apuração e na identificação dos autores do crime que é inafiançável e imprescritível, com sujeito à pena de reclusão.

A determinação de Grubba foi dada na tarde desta quarta-feira (27), durante audiência do secretário com representantes do movimento negro em Santa Catarina, acompanhados da deputado estadual Ana Paula Lima, e de representantes do Centro de Defesa dos Direitos Humanos, a OAB de Blumenau e da Universidade do Estado de Santa Catarina, a Udesc, além da Polícia Civil.

As investigações já começaram e serão coordenadas pelo delegado Egídio Ferrari, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Blumenau, onde a queixa foi registrada por um advogado. Imagens do videomonitoramento operado pela Polícia Militar devem contribuir na investigação e reconhecimento da autoria do fato que tem repercutido até em nível nacional.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

 

O caso

Na madrugada da última segunda-feira (25), a cidade foi surpreendida com cartazes racistas, fascistas e de intolerância. Um dos cartazes foi colado na porta de casa e em um poste da rua onde mora o advogado blumenauense Marco Antônio André, integrante do movimento negro e que registrou Boletim de Ocorrência.

Através das redes socais o advogado explicitou o ato ofensivo e lamentou a atitude. “Todos que me conhecem, sabem o quanto luto para que diferenças sejam respeitadas… Se minha luta contra o fascismo é incômoda para alguns, o problema não está em mim.” afirma em uma postagem no Facebook.

 

Foto: Marcos Fernandes / SBT

 

Please follow and like us:
error: Conteúdo Protegido !!