Seterb não tem informações de quantos veículos são furtados do pátio

No primeiro final de semana no mês passado, foram furtadas cinco motociclistas que estavam apreendidas no pátio do Seterb (Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transporte de Blumenau) que acabaram sendo recuperadas em operações de trânsito, sendo identificados quatro condutores dessas motos que acabaram sendo conduzidos à Central de Plantão Policial na segunda-feira (03/07) posterior.

A operação foi realizada sem o apoio da Polícia Militar (PM) e os furtos também não foram comunicados à Polícia Civil antes das recuperações. A Polícia Civil, por sua vez, tem a atribuição de investigações de crimes e elaboração de boletins de ocorrências.

A comunicação dos fatos surgiu para a imprensa através de grupos de WhatsApp, sendo que os agentes teriam sido proibidos da divulgação de informações através desses grupos, pela presidência da autarquia. Mediante as informações básicas sobre os ocorridos, o Notícias Vale do Itajaí (NVI) entrou em contato com o presidente do Seterb, Sr. Carlos Lange, através da assessoria de imprensa solicitando informações sobre os furtos que ocorrem no pátio.

Perguntamos ao presidente o por que dos furtos não terem sido divulgados pelo Seterb. Em resposta, Lange afirmou que “foram informadas as autoridades competentes.” para ele, nesse caso a PM. Também questionamos a maneira de que a informação chegou até a imprensa e se os agentes estariam proibidos de compartilhar dados e a resposta foi que a orientação repassadas aos agentes, é que a responsabilidade da assessoria de imprensa é a de repassar as informações, e todos os fatos devem ser centralizados na assessoria. “Um agente não representa toda a instituição e muitos menots tem a autorização de usar o nome da mesma para expor em mídias sociais ações desenvolvidas no dia a dia” pontuou Carlos Lange.

Nós também procuramos o comando do 10º Batalhão da Polícia Militar, que informou que realmente não participou da operação em que foram recuperadas as motos furtadas, e que isso colocou todos os agentes em risco de vida, já que suspeitos de crimes foram abordados. Mas o coronel Jefferson Schmidt informou que não comentaria o caso neste momento. O Seterb contesta dizendo que a PM foi informada sobre a operação e disse que o chamado foi registrado através do protocolo nº 2910469, mas na resposta o presidente da autarquia municipal fez questão de salientar que as motos “foram recuperas em via pública, o que é permitido e inerente” aos agentes.

O NVI também questionou se é rotineiro o furto de veículos e/ou objetos do pátio do Seterb. “Posso afirmar que quanto acontece são fatos isolados.” afirmou Lange, que disse também que providências são tomadas nesses casos, mas não detalhou quais. Além disso confirmou que através de processos administrativos os proprietários desses veículos são ressarcidos mas que não houve pagamentos de indenizações no ano passado e neste ano.

Quanto a questão de como os agentes chegaram até as motos furtadas do pátio, Lange afirmou que foi através de denúncia: “foi recebida a informação de que motocicletas furtadas no pátio estariam sendo oferecidas a venda região abordada.”

Cabe aqui a nós destacar que o Notícias Vale do Itajaí nunca recebeu através da assessoria de imprensa do Seterb, informações sobre nenhum atendimento operacional realizados pelos agentes de trânsito, que sempre nos atenderam com gentileza, respeito e cordialidade. Tanto que todas as informações inerentes a acidentes de trânsito e operações de fiscalização são repassadas através das equipes de plantão.

 

Foto: Marcelo Martins / PMB

error: Conteúdo Protegido !!