Uma mulher, seu ex-marido e até a sogra disputam animal de estimação na separação do casal

Uma ação de dissolução de união estável do Tribunal de Justiça do Planalto Norte de SC tem um curioso embate, que envolve o animal de estimação do casal. A mulher, seu ex-companheiro que viveram juntos por 4 anos, disputam judicialmente, junto com a sogra, a posse do animal da família. Nos autos a mulher relatou que a sogra pediu para ficar com o bichinho durante um dia, mas depois se negou a devolvê-lo e e então a ex-esposa ingressou com um pedido de busca e apreensão do animal, que foi negado em 1º grau.

Foi negada a antecipação de tutela para dar a posse do animal doméstico em favor da mulher. Os desembargadores entenderam que é inviável a decretação de busca e apreensão, porque o processo está em curso e não existe risco de dano irreparável. E a disputa continua em juízo.

Foto: Cecília Bastos

error: Conteúdo Protegido !!