Desmatamento em área de preservação permanente é flagrado em Brusque

Uma situação de desmatamento pode prejudicar moradores com o abastecimento de água potável em Brusque. Foi o que flagraram, ontem (16), equipes do do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) e da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FUNDEMA) em uma propriedade rural na localizada no bairro Zantão.

De acordo com as informações disponibilizadas pela Prefeitura, a situação teve início na semana passada, quando as primeiras denúncias foram feitas por moradores locais. A situação mais preocupante é que com a supressão da vegetação o manancial existente na propriedade fique em risco, tendo em vista que o curso natural da água nesse local é o que abastece uma Estação de Tratamento de Água.

>> Curta o Mesorregional no Facebook
>> Siga o Mesorregional no Twitter
>> Entre no canal do Mesorregional no Telegram
>> Converse com o Mesorregional pelo WhatsApp
>> Acompanhe o Mesorregional no Instagram
>> Inscreva-se em nosso canal do YouTube

Para se ter uma ideia da proporção da supressão da mata, até uma estrada foi aberta por máquinas pesadas nos últimos dias, sem qualquer tipo de projeto ou licença. Além disso, resíduos como barro, troncos e vegetações estão sendo descartados às margens da nascente e no caso de ocorrência de chuva forte a situação poderá ser caótica.

Fotos: Divulgação / Prefeitura de Brusque

Com o registro, a Comissão Gestora de Meio Ambiente do SAMAE (COGEMAS) ficará responsável pela produção de um laudo que será encaminhado à FUNDEMA até o final desta semana. O documento irá embasar possíveis tomadas de decisão, como a notificação e ou autuação dos proprietários do imóvel, além do embargo dos serviços que estão ocorrendo no local. O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) também será noticiado da situação.

error: Conteúdo Protegido !!