Moacir Rodrigues Jr passa a publicar colunas quinzenais no Notícias Vale do Itajaí

O time de colunistas do Notícias Vale do Itajaí vai ficando completo e cada vez mais qualificado. Estamos apresentando a primeira novidade de agosto, que é o Professor Doutor Moacir Manoel Rodrigues Júnior, graduado em Matemática e mestre em Ciências Contábeis pela Furb e doutor em Métodos Numéricos em Engenharia com formação pela Universidade Federal do Paraná. Moacir é um apaixonado pelos números e os usará para falar do nosso cotidiano. Ele se apresenta em seu primeiro artigo e já deixa um ‘Q’ de quero mais para sua próxima publicação:

 

Pragmatismo em destaque

Pragmatismo, segundo o dicionário Aurélio, quer dizer “[…] Que tem motivações relacionadas com a ação ou com a eficiência”. Assim então, me considero uma pessoa pragmática, focada na solução de questões de forma objetiva.

Mas então quem sou seu…

Bem caro leitor, meu nome é Moacir Manoel Rodrigues Junior, e fui convidado por meu grande amigo Jefferson Santos para escrever quinzenalmente neste site de notícias. Basicamente meu pragmatismo todo é oriundo de minha formação acadêmica ser em Matemática. Depois de finalizar minha graduação na FURB, fiz ainda mestrado em Ciências Contábeis, também pela FURB, e doutorado em Métodos Numéricos em Engenharia na UFPR. Atualmente sou professor universitário na FURB e atuo principalmente com pesquisas na área de Contabilidade, Finanças Corporativas, Mercado de Capitais e outras brincadeiras.

Ao receber o convite do Jefferson, em nome do Notícias Vale do Itajaí, fiquei extremamente feliz em poder, em algum lugar pôr minha visão de mundo. Talvez, neste espaço eu consiga construir mais inimizades do que seguidores, mas por um instante poderei pôr uma centelha de pragmatismo na vida de algumas pessoas de ideias subjetivas.

Para início de conversa, minhas leituras levam a crer que o comportamento humano segue a lógica da recompensa. Seja ela material, monetária, sentimental, não importa qual, apenas que o Homem é governado pela sensação de recompensa. Não comemos porque precisamos de alimentos para viver, comemos porque a sensação de saciedade é melhor do que a sensação de fome. Não trabalhamos porque gostamos e sim porque o salário no final do mês é necessário.

Bom caro leitor, talvez você não goste de mim, mas minhas discussões serão sempre muito fáceis. Meu pragmatismo me faz trazer qualquer discussão e qualquer tema para a lógica investimento-retorno. Espero assim, que por alguns minutos você possa ter contato com uma mente pragmática, visto que de mentes prolixas os jornais estão cheios.

 

Moacir Manoel Rodrigues Junior

error: Conteúdo Protegido !!